Homem revela filme de 70 anos de câmera de segunda mão.

A maior paixão da vida de Martijn van Oers é a fotografia. Além de criar suas próprias séries de fotos para contar pequenas histórias, esse holandês também é fascinado por câmeras e a tecnologia por trás delas.  

Recentemente, seu entusiasmo pela fotografia permitiu que ele abrisse uma passagem para o passado e se aprofundasse na vida de rostos desconhecidos.

 

A post shared by Martijn Van Oers (@martin_vanners) on

Enquanto fazia compras em uma loja de artigos usados, Martijn comprou uma Zeiss Ikon 520/2 — uma câmera de formato médio de 1929. Para sua surpresa, ele encontrou um rolo de filme dentro dela que, como ele viria a descobrir mais tarde, datava de 1940.

Com sua curiosidade aumentada, Martijn se perguntou se o antigo filme Kodak ainda podia ser revelado e, se sim, o que as fotos mostrariam. 

Martijn entrou em contato com seu amigo Johan Hollemann, que tem muitos anos de experiência em revelação de filme. Ele teve a bondade de ajudar Martijn a chegar ao fundo do mistério. 

Johan armou um laboratório de fotografia em sua cozinha e trabalhou cuidadosamente na revelação do filme. Martijn documentou todo o processo.

Martijn descreveu como ele e Johan ficaram pasmos quando retiraram o filme processado do container - parecia mesmo haver imagens nos negativos. 

Os dois fotógrafos ficaram muito felizes ao descobrir que quatro fotos tinham detalhes suficientemente reconhecíveis. 

Johan escaneou as imagens para seu computador. Uma das fotos mostra o homem que provavelmente era dono da Zeiss Ikon, já que ele é visto segurando a bolsa da câmera. Várias mulheres aparecem nas outras fotos. 

 

A post shared by Martijn Van Oers (@martin_vanners) on

Depois que Martijn postou as fotos no Facebook, seu amigo Wilco Westerduin rapidamente entrou em contato com ele para dizer que reconhecia os lugares mostrados nas imagens. As fotos foram tiradas em Biarritz, uma pequena cidade no sudoeste da França. 

 

A post shared by Martijn Van Oers (@martin_vanners) on

Wilco então viajou até Biarritz com sua namorada Coralie para reencenar as imagens mostradas nas fotos originais.

"Vendo as imagens, parece que eu esbarrei com um pequeno baú de tesouro - ou cápsula do tempo - nos dando uma pequena visão do passado", disse Martijn. Agora, ele quer descobrir quem foram as pessoas nas fotos, e um dia espera entregar os negativos aos parentes do fotógrafo desconhecido. 

Fonte:

boredpanda

Comentários

Também incrível